Os Atores que deram vida ao Super-Homem

Desde a criação do Super-Homem, em 1938, até os dias de hoje, o Homem de Aço já foi interpretado por uma ampla gama de atores. No post de hoje quero relacionar quem foram essas figuras lendárias que tiveram a honra de envergar a veste azul com capa vermelha que simboliza o herói mais poderoso do Universo. Segue a relação:

Kirk Alyn foi o primeiro ator a interpretar o Homem de Aço nos cinemas.

Kirk Alyn foi o primeiro ator a interpretar o Homem de Aço nos cinemas.

Em 1948, o primeiro ator que teve a honra de vestir o manto kryptoniano fora o ator Kirk Alyn, para um seriado de aproximadamente 15 capítulos que contava a história do Super-Homem de uma forma bem simples. Super-Homem é enviado para a Terra por seus pais, pouco antes de seu planeta natal Krypton explodir, e é criado como Clark Kent por um casal de pequenos fazendeiros. Após seus pais adotivos morrerem, o Homem de Aço vai para Metrópolis sob o disfarce dos óculos de Kent, e se junta ao pessoal do Planeta Diário, a fim de estar perto das notícias. Quando a emergência o exige, ele assume sua verdadeira identidade, de Super-Homem. Este primeiro seriado gira em torno do plano nefasto de um vilão que chama a si mesmo de Spider Lady (Mulher Aranha). Curiosamente, Kirk Alyn era creditado no seriado apenas como Clark Kent, dando a entender que o Super-Homem existisse de verdade (alguma coisa comoSuperman as himself” ou “Super-Homem como ele mesmo”). Destaque também para a atriz Noel Neill – a primeira Lois Lane –  e Tommy Bond (Jimmy Olsen). Esses dois atores fizeram diversas participações em outras versões do Herói dos heróis, como Smallville e também no filme Superman Returns.  Os efeitos especiais da série eram bem pobres. O voo do Superman foi feito com animação. Uma característica peculiar da mistura de animação e cenas de ação, é que Superman aparece sempre em primeiro plano, enquanto suas descidas ocorrem quase sempre por trás dos objetos, como carros estacionados, rochas e edifícios. Como conseqüência da necessidade de esconder os desembarques do Superman, freqüentemente ele desce a alguma distância de onde quer chegar, e tem de correr para ir até lá. Contudo, o sucesso na época foi estrondoso, tanto que Kirk Alyn estrelou uma sequência, em 1950.

George Reeves

George Reeves

George Reeves começou a interpretar o Super-Homem a partir de 1952, com o lançamento do longa Superman and the Mole Men (sem título em português) , que teve lançamento simultâneo à série Adventures of Superman (ainda em preto e branco, depois colorizado por computador). A série foi de grande sucesso e durou até 1958, ano da morte de Reeves. Aqui os efeitos como o vôo foram melhores elaborados e aquela frase do desenho animado foi mantida na abertura. Algo como: “Mais rápido que uma bala! Mais poderoso que uma locomotiva! Capaz de pular edifícios altos em um único salto! (“Olha! Lá no céu!” “É um pássaro!” “É um avião!” “É o Super-Homem !”)… Sim, é o Super-Homem … estranho visitante de outro planeta, que veio à Terra com poderes e habilidades muito além dos homens mortais! Super-homem…… que pode mudar o curso de rios caudalosos, dobrar o aço em suas mãos, e que, disfarçado de Clark Kent, o repórter bem-educado de um grande jornal metropolitano, luta uma batalha interminável pela justiça, verdade e o jeito americano! E agora, mais um episódio emocionante, em “The Adventures of Superman”!

O mais conhecido dos Super-Homens.

O mais conhecido dos Super-Homens.

Somente 20 anos depois, em 1978, fora lançado um longa-metragem decente do Super-Homem, que contava a história desde a sua origem até ir morar em Metrópolis e viver sua vida dupla de Clark Kent/Super-Homem. Na minha opinião, o ator Christopher Reeve é o melhor de todos os que já interpretaram o Kryptoniano. Foi tão ótimo ator que estrelou ainda mais três continuações, em 1980, 1983 e 1987. (se bem que as duas últimas foram um fracasso de bilheteria e de crítica, tanto que mais tarde vieram a ser descartadas da continuidade e substituídas na linha cronológica pelo Superman Returns) . Entrarei em mais detalhes sobre os filmes com Reeve em outra ocasião conveniente. O filme de 78 recebeu inclusive um Oscar , o de melhores efeitos visuais.

John Haymes Newton interpretou uma versão adolescente do Super-Homem.

John Haymes Newton interpretou uma versão adolescente do Super-Homem.

Em 1988, um ano depois do lançamento do último filme com Reeve, estreou na TV a série Superboy, que contava a história de uma versão adolescente do Homem de Aço (na série era chamado de Garoto de Aço). A versão dava a entender que Clark Kent já tinha seus completos poderes na adolescência, quando vivia em Smallville (Pequenópolis, na dublagem) e era apaixonado pela bela Lana Lang. Dois atores protagonizaram a série: o primeiro fora John Haymes Newton (apenas na primeira temporada 1988/1989). O segundo fora Gerard Christopher, de 1989 até o cancelamento da série, em 1992.

Com a saída de John Haymes Newton da série Superboy, Gerard Christopher assumiu o papel de Clark/Superboy

Com a saída de John Haymes Newton da série Superboy, Gerard Christopher assumiu o papel de Clark/Superboy

Pessoalmente não gosto muito dessa versão, porque sempre li nos quadrinhos que os poderes do Super se desenvolveram junto com ele, como uma bateria viva sendo carregada pelo nosso Sol amarelo até adquirir a plenitude dos seus poderes, já como homem feito (imaginem só se os Kents criassem um Superbebê!). Os poderes de Clark foram se desenvolvendo aos poucos, como mostrado em Smallville (mais detalhes adiante) e ele só passou a usar o tradicional uniforme depois de adulto, como visto em Lois &Clark (leia o próximo parágrafo) e em Smallville. Mesmo assim vale a pena os mais fanáticos pelo último filho de Krypton darem uma espiada em alguns episódios só para matar a curiosidade.

Dean Cain

Dean Cain

Entre 1993 e 1997 uma nova série, mais adulta do Homem de Aço fora lançada, intitulada Lois & Clark. ( No Brasil fora exibido na Rede Globo com o título As Novas Aventuras do Superman). Foi a primeira série a chamar o Kryptoniano de “Superman” na dublagem, ao contrário dos anteriores que se referem a ele como “Super-Homem”, em bom e velho português. Como nossa língua é o português e estamos no Brasil, sou contra referir-me a ele como “Superman” a menos que o texto digitado esteja em inglês, ok?

A série mostra o Super-Homem como ele era visto nos anos 90. Começando a carreira no combate ao crime já adulto, tendo o uniforme feito à mão por Jonathan e Martha Kent, os dois já velhinhos e vivos na série – nada de tecido Kryptoniano invulnerável. A série, dirigida ao público mais “maduro”, foca mais na relação de Clark com seus colegas de trabalho e principalmente com Lois Lane (vivida por Teri Hatcher), do que necessariamente as aventuras como Super-Homem. Clark se muda para Metrópolis e consegue um emprego no Planeta Diário sob o áspero editor Perry White. Clark também se torna familiarizado com os colegas de trabalho Jimmy Olsen, um fotógrafo, e a colunista Cat Grant. Logo após ser contratado, Clark faz uma parceria com a estrela repórter Lois Lane. Apesar de Clark se apaixonar por Lois, à primeira vista, ela considera-o um pouco mais que uma praga. Quando o Super-Homem salva ela no entanto, Lois se apaixona instantaneamente pelo alter-ego de Clark. A primeira missão do Super-Homem foi interferir as negociações ilegais de Lex Luthor, um benfeitor de Metropolis que é secretamente mau.

Um ponto interessante de Lois & Clark, que interferiu inclusive nos quadrinhos, sem dúvida nenhuma foi o casamento de Lois Lane e Clark Kent na quarta temporada da série (era para ser durante a terceira temporada, mas a DC Comics pediu pra segurarem um pouco mais, para que o casamento fosse exibido simultaneamente ao casamento nos quadrinhos – é leitores, eu cresci numa era em que os Super-Heróis eram casados. Clark com Lois Lane; o Homem-Aranha com Mary Jane Watson; Hulk com Betty Ross e por aí vai. Tenho inclusive a edição do casamento do Super-Homem – um álbum de luxo, diga-se de passagem).  Na minha opinião, depois, lógico, de Christopher Reeve, Dean Cain foi o que melhor conseguiu encarnar o Kryptoniano com fidelidade, conseguindo balancear o tímido e “frágil” Clark Kent com o imponente Super-Homem.

Tom Welling só vestiu a roupa do Super-Homem nos minutos finais do último episódio de Smallville.

Tom Welling só vestiu a roupa do Super-Homem nos minutos finais do último episódio de Smallville.

Em 2001 estréia na TV a versão mais “fiel” do Super-Homem durante sua adolescência – Smallville, adaptada por Alfred Gough e Miles Millar. A série conta a trajetória de Clark Kent (Tom Welling), um adolescente quase comum, se não fosse seus poderes especiais. A idéia central da série é mostrar como seria a vida do homem de aço e toda a sua trajetória se a sua nave tivesse caído na Terra nos tempos atuais, mesclando a modernidade do século XXI com elementos e valores antigos, já conhecidos por todos referente ao universo do Super-Homem. O diferente dessa versão é que Clark não usa óculos, muito menos o tradicional uniforme, que só aparece nos minutos finais do último episódio da série, exibido em 2010. Ele também desenvolve seus poderes gradativamente, sendo que o vôo foi o último poder adquirido por Clark. A série foca também nos conflitos típicos de adolescente de Clark, como a sua paixão secreta por Lana Lang (Kristin Kreuk), que mais tarde transforma-se em namoro e… bem, a gente sabe que não deu certo. Mas como o grande amor de Clark só aparece na quarta temporada da série (aqui vivida por Erica Durance), a gente fica admirando como era bela a relação entre Lana Lang e Clark. A série também é conhecida pela sua música de abertura – Save Me, do Remy Zero – e pela presença recorrente de outros atores ligados ao universo do Super-Homem. Se não vejamos: Anette O’Toole, que vive a mãe de Clark aqui, fez o papel de Lana Lang em Super-Homem III (1983). Terence Stamp (Zod em Super-Homem II – 1980) aqui interpreta Jor-El, o pai biológico de Clark. Christopher Reeve, Margot Kidder (a Lois dos filmes) e Dean Cain também fizeram participações especiais na série, entre tantos outros que não me lembro agora.

Brandon Routh

Brandon Routh

Em 2006, o diretor Bryan Singer (que havia feito sucesso na Marvel com a trilogia X-Men), decidiu fazer uma continuação alternativa para os filmes com Christopher Reeve, visto que as duas últimas produções estreladas por Reeve haviam sido um fracasso. Então veio o quinto filme da série, intitulado Superman Returns (“Superman – O Retorno” no Brasil, mais uma vez a dublagem chamando o personagem pelo nome em inglês, alguma coisa errada com “Super-Homem”?) Como Reeve falecera em 2004, não viu o estrago que fizeram com o seu personagem. Estrago? Como assim? Bem é que esse filme tem algumas falhas, digamos, imperdoáveis. Falarei dele com mais detalhes em outra postagem. Bem, este filme é estrelado por Brandon Routh ( fisicamente parecido com Reeve) como Super-Homem, e conta a história do personagem que retorna à Terra após uma ausência de cinco anos. Ele descobre que Lois Lane seguiu com sua vida, sendo agora mãe de uma criança e que Lex Luthor – pra variar – planeja botar em prática um plano que causará a morte de bilhões de pessoas. Routh era fã do personagem desde criança e vinha tentando encontrar uma forma de interpretá-lo desde que iniciou sua carreira de ator, chegando até a fazer testes para interpretar Clark Kent na série de televisão Smallville.

O novo Super-Homem estreiará nas telonas em 12 julho de 2013. Guarde essa data!

O novo Super-Homem estreiará nas telonas em 12 julho de 2013. Guarde essa data!

Já estava para finalizar a postagem quando me lembrei que neste ano irá estrear um novo filme do Homem de Aço, só que ao contrário do Superman Returns, que é uma continuação da série original; essa versão é nada menos que um reboot da história desde o seu início. O ator Henry Cavill é quem irá interpretar o papel duplo de Clark Kent/Super-Homem, com direito até a um uniforme novo, bem diferente do original. Só nos resta esperar a estréia desse novo filme, intitulado somente como “Man of Steel” (O Homem de Aço, não sei se será chamado assim no Brasil), prevista para julho de 2013, e saber se Cavill encontra-se à altura para o papel.
No capítulo final dessa “trilogia” de postagens sobre o último filho de Krypton, quero detalhar melhor os quatro filmes estrelados pelo saudoso Christopher Reeve e o quinto filme, com Routh. Até lá e um forte abraço!

Henry Cavill é o novo Super-Homem

Henry Cavill é o novo Super-Homem

Anúncios

5 comentários em “Os Atores que deram vida ao Super-Homem

  1. isabel disse:

    adorei seus comentarios sobre o homem de aço sou fã dele e concordo com você o Reeve foi sem duvida o melhor na interpretação do heroi de aço. valeu.

  2. só o smallville é bonito

    • Edison Rodrigues disse:

      Estou esperando a resposta para ver se posso usar esta matéria do seperman no meu jornal impresso

      • Jonatan disse:

        Opa, respondi lá no post sobre o Motoqueiro Fantasma. Fique à vontade para usar o material aqui do blog. Só não esqueça de mandar uma versão digitalizada pra gente publicar aqui. Abraço!

  3. hudson disse:

    bom para eu curto todos eles não ha pior nem melhor todos ção muito bos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s